PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

ressaio

saltado | adj.

Que ressai acima de um nível ou para fora de um plano (ex.: algumas veias eram muito saltadas)....


baseamento | n. m.

Parte de uma construção que, firmando-se nos alicerces, ressai do corpo que sustenta....


relevo | n. m.

Acto ou efeito de relevar....


sacada | n. f.

Acto de levar géneros ou mercadorias de uma para outra parte....


sobrecabeça | n. f.

Porção de metal que ressai das bocas-de-fogo depois de fundidas, e que se corta quando elas se aperfeiçoam....


liadouro | n. m.

Pedra que ressai de uma parede, embebendo-se noutra, para se ligar e segurar....


ressaio | n. m.

Terreiro à beira de uma casa; rossio....


ressair | v. intr.

Sair de novo....


sobressair | v. intr. e pron.

Ser ou estar saliente....


juntoura | n. f.

Pedra que atravessa toda a grossura da parede ou que ressai de uma parede para se embeber na parede contígua....


meio-relevo | n. m.

Escultura em que as figuras representam só meio vulto ressaindo do fundo....


Parte da vela ferrada que ressai do centro, na forma aproximada de um triângulo....


notabilizar | v. tr. | v. pron.

Tornar notável, afamado....



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber o porque se usa tanto apartir de ou concerteza sendo que o correto é a partir de e com certeza ?
Este fenómeno acontece frequentemente com locuções muito usuais em que os utilizadores da língua têm dificuldades em identificar as fronteiras das palavras, o que tem como consequência erros ortográficos como apartir de (em vez de a partir de), concerteza (em vez de com certeza) ou derrepente (em vez de de repente).



Uma frase poderá conter parênteses no fim da mesma? Exemplo: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março).
Os parênteses são sinais gráficos - podem ser curvos "( )", rectos "[ ]" ou angulares "<>" - utilizados sobretudo para delimitar palavras, locuções ou frases intercaladas ou suprimidas, sem que a estrutura sintáctica seja alterada. Por este motivo, ao utilizar uma sequência dentro de parênteses, a pontuação da frase deverá ser a mesma que existiria sem o uso desses sinais gráficos.

O exemplo que nos fornece não é muito claro, mas quando o que se pretende intercalar corresponde a uma ou mais frases completas, estas poderão estar integradas na frase que não está entre parênteses (mantendo a pontuação de uma frase dependente e sem uso de maiúsculas iniciais): Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês?).

Se, no entanto, houver mais do que uma frase dentro dos parênteses, deverão ser respeitadas dentro dos parênteses as regras gerais de pontuação, com uso de maiúsculas a seguir a um ponto final ou, no caso do exemplo, a um ponto de interrogação: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março?).

A informação poderá, por outro lado, surgir isolada fora dessa frase, com a respectiva pontuação e uso de maiúsculas; este parece ser o procedimento preferencial no caso de frases como a do exemplo referido, em que não parece haver nexo muito forte entre a frase imediatamente anterior e a(s) frase(s) entre parênteses: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado. (Ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março?)


Ver todas