Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

O Ano em Palavras

"O Ano em Palavras" apresenta algumas das palavras mais pesquisadas ao longo do ano no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa que reflectemrefletemrefletem alguns dos principais acontecimentos portugueses e internacionais. Este ano, em parceria com a agência de notícias Lusa, mostramos as notícias que levaram os mais curiosos a fazer pesquisas no Dicionário Priberam. As palavras são apresentadas cronologicamente, de Janeirojaneirojaneiro a Dezembrodezembrodezembro, com uma fotografia, permitindo um retrato rápido do ano de 2017.

 

pub

Dúvidas linguísticas


Gostaria de obter a vossa apreciação sobre o modo de formular as datas nas três seguintes frases; qual deles terá o uso prepositivo mais correcto? O depósito a prazo vence-se em 22 de Janeiro de 2006. O depósito a prazo vence-se no 22 de Janeiro de 2006. O depósito a prazo vence-se a 22 de Janeiro de 2006.
As preposições estão correctamente usadas nas três frases que menciona. Apenas na segunda frase é habitualmente usada a palavra dia antes do numeral que indica a data exacta: O depósito a prazo vence-se no dia 22 de Janeiro de 2006.


Muitas vezes em poesia é usada a forma sincopada pra escrita como p'ra. No entanto o Acordo Ortográfico de 1945 indica que não se deve usar o apóstrofo neste caso. Existem excepções relativamente à poesia? Por outro lado, a forma correcta de, em poesia, abreviar para + a (numa frase como por exemplo horas de ir para a cama) é prà?
A forma sincopada da preposição para é pra, que se encontra atestada na maioria dos dicionários de língua. O uso do apóstrofo neste caso não está previsto em nenhuma das bases XXXIII a XXXVIII do Acordo Ortográfico de 1945, para a língua portuguesa de norma europeia (no caso da norma brasileira, no Formulário Ortográfico de 1943 é especificamente referido que o apóstrofo não será usado nestes casos), nem na Base XVIII do Acordo Ortográfico de 1990, pelo que deverá ser evitado.

Por outro lado, a contracção da preposição para com os artigos definidos ou pronomes demonstrativos a, o, as, os deverá corresponder às formas prà, prò, pràs, pròs, segundo a base XXIV do Acordo Ortográfico de 1945. No entanto, segundo o Acordo Ortográfico de 1990, deverá corresponder às formas pra, pro, pras, pros, uma vez que, neste acordo (ver Base XII), não estão previstos outros contextos para o acento grave para além da contracção da preposição a com as formas femininas do artigo ou pronome demonstrativo o (à, às) e com os demonstrativos aquele e aqueloutro e respectivas flexões (ex.: àquele, àqueloutra).

As normas ortográficas preconizadas pelos textos legais referidos dizem respeito à língua portuguesa em geral, não prevendo excepções para a poesia.

Palavra do dia

cen·dal cen·dal
(provençal cendal, do latim medieval sandalum, do latim sindon, -onis, musselina, do grego sindôn, -ónos, tecido fino de linho)
substantivo masculino

1. Tecido fino e transparente (ex.: cendal de linho; cendal de seda). = SOPRILHO

2. Véu.

pub

Mais pesquisadas do dia

Dúvidas linguísticas


Gostaria de obter a vossa apreciação sobre o modo de formular as datas ...
As preposições estão correctamente usadas nas três frases que menciona....

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://dicionario.priberam.pt/default.aspx [consultado em 21-07-2018]