PT
BR
Pesquisar
Definições



sabe

A forma sabepode ser [segunda pessoa singular do imperativo de sabersaber], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de sabersaber], [adjectivo de dois géneros e de dois númerosadjetivo de dois géneros e de dois números] ou [advérbio].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
sabesabe
( sa·be

sa·be

)


adjectivo de dois géneros e de dois númerosadjetivo de dois géneros e de dois números

1. [Cabo Verde, Guiné-Bissau] [Cabo Verde Guiné-Bissau] Que causa prazer (ex.: o amor é sabe). = AGRADÁVEL, BOM, GOSTOSO


advérbio

2. [Cabo Verde, Guiné-Bissau] [Cabo Verde Guiné-Bissau] De modo adequado. = BEM

etimologiaOrigem etimológica:origem crioula.
sabersaber
|ê| |ê|
( sa·ber

sa·ber

)
Conjugação:irregular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Possuir o conhecimento de. = CONHECERDESCONHECER

2. Não ignorar. = CONHECERDESCONHECER, IGNORAR

3. Estar habilitado para.

4. Ser capaz de. = CONSEGUIR

5. Ter experiência.

6. Ter consciência de.


verbo intransitivo

7. Ter conhecimento.IGNORAR

8. Estar certo.

9. Ter sabor ou gosto.


verbo pronominal

10. Ter consciência das suas características (ex.: o professor sabe-se exigente).

11. Ser sabido, conhecido.


nome masculino

12. Conjunto de conhecimentos adquiridos (ex.: o saber não ocupa lugar). = CIÊNCIA, ILUSTRAÇÃO, SABEDORIA

13. Experiência de vida (ex.: só um grande saber permite resolver estes casos).

14. [Figurado] [Figurado] Prudência; sensatez.

15. Malícia.


a saber

Usa-se para indicar em seguida uma lista ou um conjunto de itens. = ISTO É

sabê-la toda

[Informal] [Informal] Ter artes e manhas para enganar qualquer um ou ter resposta para tudo; ser astucioso, habilidoso.

etimologiaOrigem etimológica:latim sapio, -ere, ter sabor, conhecer.
Confrontar: caber.
Ver também resposta à dúvida: regência do verbo saber.

Auxiliares de tradução

Traduzir "sabe" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Qual a etimologia da palavra escolha? E da palavra subalternidade?
A palavra escolha deriva do verbo escolher, que, por sua vez, vem de uma forma latina hipotética *excolligere que significaria “recolher; obter”. A palavra subalternidade deriva de subalterno, por aposição de –idade, sufixo muito produtivo que exprime o conceito de “qualidade, característica”. Assim, subalternidade designa a condição, a qualidade de quem é subalterno.



Numa frase: o fulano leva-nos o dinheiro todo. Eu quero abreviar: o fulano leva-no-lo todo. Será correcto?
Como poderá constatar na Gramática do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, na secção Pronomes, o pronome clítico de complemento directo de terceira pessoa masculino é o, sendo que, quando é antecedido de uma forma verbal ou de outro clítico terminado em s, se lhe acrescenta um l (ex.: leva-nos o dinheiro = leva-no-lo; comprou-vos o terreno = comprou-vo-lo; chamámos o professor = chamámo-lo). A mesma regra se aplica, obviamente, em caso de flexão do pronome clítico em questão (ex.: leva-nos as malas = leva-no-las; comprou-vos a casa = comprou-vo-la; chamámos os professores = chamámo-los).