PT
BR
Pesquisar
Definições



para

Será que queria dizer Pára ou Pará?

A forma parapode ser[nome de dois géneros], [prefixo] ou [preposição].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
parapara
( pa·ra

pa·ra

)


preposição

1. Exprime direcção ou lugar de destino (ex.: arrancou para o Sul; a casa está virada para norte).

2. Exprime lugar de destino com intuito de demora (ex.: foram para Londres e só regressaram passados 30 anos).

3. Indica destinatário ou beneficiário (ex.: trouxe bolinhos para vocês).

4. Indica limite temporal aproximado (ex.: a abertura está prevista para sábado; o vestido está pronto para a semana).

5. Usa-se para indicar a hora exacta que se completará quando passarem os minutos referidos, menos de 30 (ex.: faltam cinco para a uma).

6. Usa-se para exprimir finalidade ou propósito (ex.: lutou para conseguir o que queria; deixaram documentação para que possamos analisar o caso; espremedor para citrinos).

7. Indica intenção (ex.: ando para comprar esse livro).

8. Indica especificidade, aptidão ou adequação de alguma coisa (ex.: comprimido para as dores; casaco para o frio).

9. Indica restrição (ex.: o filme é para maiores de 18 anos).

10. Indica ponto de vista (ex.: para os atletas, o treinador é um modelo).

11. Indica relação, proporção ou comparação (ex.: 1 está para 10 assim como 20 está para 200).


para que

Indica o fim, o objectivo ou a consequência de determinada acção (ex.: preciso de mais tempo, para que isto seja bem feito). = A FIM DE QUE

etimologiaOrigem etimológica:latim per, por, através de + latim ad, para, em direcção de.
Confrontar: pára, forma do verbo parar.
páraparapárapara
|pá| |pá| |pá| |pá|
( pá·ra pa·ra

pá·ra

pa·ra

)


nome de dois géneros

[Portugal, Informal] [Portugal, Informal] [Militar] [Militar] Soldado especialmente exercitado para descer em pára-quedas na retaguarda inimiga ou para praticar destruições em pontos estratégicos (ex.: os páras participaram no ataque). = PÁRA-QUEDISTA

etimologiaOrigem etimológica:redução de pára-quedista.
sinonimo ou antonimo Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para.
sinonimo ou antonimo Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára.
grafiaGrafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:para.
grafia Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára.
pára-para-pára-para-
|pà| |pà| |pà| |pà|


prefixo

Elemento designativo de aquilo ou aquele que protege ou ampara (ex.: pára-quedas; pára-raios).

etimologiaOrigem etimológica:forma do verbo parar.
sinonimo ou antonimo Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: para-.
sinonimo ou antonimo Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára-.
grafiaGrafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:para-.
grafia Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: pára-.
para-para-


prefixo

Entra na composição de um grande número de palavras com várias significações: ao lado, além, acima de, a par de, à volta de, para, contra, quase (ex.: paranormal; paraolímpico; paratexto).

etimologiaOrigem etimológica:latim paro, -are, preparar, esforçar-se para obter ou conseguir.

Auxiliares de tradução

Traduzir "para" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



As palavras Malanje, Uíje, Cassanje, etc., levam a letra g ou j ?
Os topónimos angolanos referidos deverão ortografar-se correctamente nas formas Malanje, je e Caçanje (esta última grafia corresponde também ao nome comum caçanje).

É esta a grafia registada nas principais obras de referência para o português europeu, nomeadamente no Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa (Coimbra: Atlântida Editora, 1947) e no Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, ou no Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Lisboa: Âncora Editora, 2001). Apesar disso, é esmagadora a ocorrência de grafias alternativas como *Malange, *Uíge, *Cassange ou *Cassanje (o asterisco indica incorrecção, de acordo com as obras de referência para a ortografia e com a tradição lexicográfica).

É de referir que com o Acordo Ortográfico de 1990 (nomeadamente na Base III) não há qualquer alteração a este respeito.