PT
BR
Pesquisar
Definições



mínimo

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
mínimomínimo
( mí·ni·mo

mí·ni·mo

)
Imagem

Diz-se de ou o dedo mais pequeno da mão.


adjectivoadjetivo

1. Muito pequeno. = DIMINUTO, ÍNFIMOENORME, MÁXIMO

2. Que é o mais pequeno ou mais baixo (ex.: temperatura mínima; valor mínimo). = MENORMÁXIMO


nome masculino

3. A menor quantidade.MÁXIMO

4. O mais baixo preço.

5. [Automóvel] [Automóvel] Cada um dos faróis, à frente e atrás, destinados a assinalar a presença e a largura do veículo automóvel. (Mais usado no plural.)


adjectivo masculino e nome masculinoadjetivo masculino e nome masculino

6. Diz-se de ou o dedo mais pequeno da mão.Imagem = AURICULAR, MINDINHO

7. Diz-se de ou o dedo mais pequeno do pé.Imagem = MINDINHO


adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino

8. Frade da Ordem de São Francisco de Paula.


no mínimo

Até ao limite inferior de (ex.: o curso tem, no mínimo, oito semestres).NO MÁXIMO

Na pior das hipóteses (ex.: a quantia é, no mínimo, exorbitante).NO MÁXIMO

etimologiaOrigem etimológica:latim minimus, -a, -um.
Confrontar: mínio.

Auxiliares de tradução

Traduzir "mínimo" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Qual a forma correcta: frequência do quarto ou frequência no quarto ano?
O substantivo frequência é geralmente seguido da preposição de (ou das suas contracções), como indica o Dicionário de Regimes de Substantivos e Adjectivos (25.ª ed., São Paulo: Globo, 2000), de Francisco Fernandes, e como atestam pesquisas efectuadas em corpora e em motores de busca da Internet.



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).