PT
BR
Pesquisar
Definições



bicho

A forma bichopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de bicharbichar] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
bichobicho
( bi·cho

bi·cho

)


nome masculino

1. Designação dada a diversos animais.

2. Cavalo ou touro.

3. Criatura insignificante.

4. Ser imaginário usado para meter medo às crianças. = OGRE, PAPÃO

5. [Informal] [Informal] Pessoa pouco sociável. = BICHO-DO-MATO

6. [Informal] [Informal] Designação dada a coisa ou pessoa de que se fala (ex.: silêncio, o bicho vem aí).

7. [Informal] [Informal] Cancro.

8. [Figurado] [Figurado] Gosto ou interesse muito forte por algo ou por alguma actividade (ex.: cedo descobriu o bicho da representação). = BICHINHO

9. [Portugal, Informal] [Portugal, Informal] Estudante do ensino secundário, entre os estudantes universitários de Coimbra.

10. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Estudante do primeiro ano de um curso superior. = CALOIRO

11. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Forma de tratamento usada como incitamento ou como simples vocativo (ex.: o dinheiro sumiu, bicho). = CARA

12. [Brasil] [Brasil] Jogo semelhante à lotaria em que as apostas recaem em animais que representam grupos de números. = JOGO DO BICHO


bicho de cozinha

[Informal, Depreciativo] [Informal, Depreciativo] Criado da cozinha.

de criar bicho

Intenso e violento (ex.: pancada de criar bicho).

matar o bicho

Beber aguardente em jejum.

[Portugal] [Portugal] Tomar o pequeno-almoço ou quebrar o jejum.

matar o bicho do ouvido a alguém

Irritar com ditos e sugestões. = AZOINAR

virar bicho

[Brasil] [Brasil] Tornar-se furioso. = ENFURECER-SE

etimologiaOrigem etimológica:latim vulgar bestius, de bestia, besta, animal.
Colectivo:Coletivo:Coletivo:bicharada, bicharia, bicheza.
bichar1bichar1
( bi·char

bi·char

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

Encher-se de bichos. = ABICHAR

etimologiaOrigem etimológica:bicho + -ar.
bichar2bichar2
( bi·char

bi·char

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e intransitivo

[Moçambique, Informal] [Moçambique, Informal] Formar bicha, fila de pessoas, geralmente à espera de algo (ex.: eles foram bichar pão; bichou a manhã toda no cartório).

etimologiaOrigem etimológica:bicha + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "bicho" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Em palavras como emagrecer e engordar as terminações -er e -ar são sufixos ou desinências verbais de infinitivo? Se são o último caso, essas palavras não podem ser consideradas derivações parassintéticas...ou podem?
As terminações verbais -er e -ar são compostas pela junção de -e- (vogal temática da 2.ª conjugação) ou -a- (vogal temática da 1.ª conjugação), respectivamente, à desinência de infinitivo -r. Destas duas terminações, apenas -ar corresponde a um sufixo, pois no português actual usa-se -ar para formar novos verbos a partir de outras palavras, normalmente de adjectivos ou de substantivos, mas não se usa -er. Apesar de os sufixos de verbalização serem sobretudo da primeira conjugação (ex.: -ear em sortear, -ejar em relampaguejar, -izar em modernizar, -icar em adocicar, -entar em aviventar), há alguns sufixos verbais da segunda conjugação, como -ecer. Este sufixo não entra na formação do verbo emagrecer, mas entra na etimologia de outros verbos formados por sufixação (ex.: escurecer, favorecer, fortalecer, obscurecer, robustecer, vermelhecer) ou por prefixação e sufixação simultâneas (ex.: abastecer, abolorecer, amadurecer, empobrecer, engrandecer, esclarecer).

Dos verbos que menciona, apenas engordar pode ser claramente considerado derivação parassintética, uma vez que resulta de prefixação e sufixação simultâneas: en- + gord(o) + -ar. O verbo emagrecer deriva do latim emacrescere e não da aposição de prefixo e sufixo ao adjectivo magro.




Qual é o valor da conjunção "e" na frase: "Tenho viajado tanto e não conheço muitos dos museus das cidades por onde andei": consecutivo, concessivo, adversativo, conclusivo?
A conjunção coordenativa copulativa e pode assumir diversos valores dependendo do contexto onde é usada, apesar de em nenhum deles deixar de apresentar o valor copulativo. Na frase que refere, a conjunção apresenta um valor adversativo ou de oposição, pois à ideia da primeira oração é contraposta a ideia da segunda, podendo a conjunção e ser substituída pela conjunção adversativa mas (ex.: Tenho viajado tanto, mas não conheço muitos dos museus das cidades por onde andei).