PT
BR
Pesquisar
Definições



azedo

A forma azedopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de azedarazedar], [adjectivoadjetivo] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
azedoazedo
|ê| |ê|
( a·ze·do

a·ze·do

)


adjectivoadjetivo

1. Acerbo ao paladar.

2. Que se azedou.

3. [Figurado] [Figurado] Áspero, desabrido.

4. Irado, colérico.

5. Veemente.


nome masculino

6. Sabor do que é azedo.

7. [Figurado] [Figurado] Incómodo.

8. O que, numa coisa, é desagradável.

9. Desgosto.

10. [Portugal: Trás-os-Montes] [Portugal: Trás-os-Montes] [Culinária] [Culinária] Enchido de sabor azedo, feito com carnes cozidas de porco e aves, misturadas com pão de trigo, azeite, alho, sal e colorau.

azedarazedar
( a·ze·dar

a·ze·dar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e intransitivo

1. Tornar ou ficar com sabor azedo, geralmente após fermentação (ex.: o calor pode azedar a feijoada; o leite azedou).

2. [Figurado] [Figurado] Deixar ou ficar tenso, desagradável, difícil (ex.: o assunto acabou por azedar a relação entre colegas; a discussão depressa azedou).


verbo transitivo, intransitivo e pronominal

3. [Figurado] [Figurado] Deixar ou ficar irritado, de mau humor ou com azedume (ex.: o comentário azedou a moça; ele azedou quando descobriu a verdade; azedou-se comigo porquê?). = AGASTAR, ENERVAR, INDIGNAR

etimologiaOrigem etimológica:azedo + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "azedo" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.



Tenho uma dúvida acerca de uma conjugação perifrástica. Para exprimir a necessidade ou obrigatoriedade de praticar uma acção utiliza-se ter que ou ter de? Ou estão ambos correctos?
Em termos semânticos, as duas construções são usadas para designar a necessidade ou obrigatoriedade (e estão registadas em dicionários, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências/Verbo, na edição portuguesa do Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores ou no Dicionário Aurélio, da Ed. Nova Fronteira). No entanto, a construção ter que é considerada por vezes como uma construção menos indicada, talvez por ser mais recente na língua.