PT
BR
Pesquisar
Definições



azedinha-miúda

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
azedinha-miúdaazedinha-miúda
azedinha-miúda


nome

etimologiaOrigem etimológica:azedinha + miúda, feminino de miúdo.
(A definição desta palavra estará disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)


Dúvidas linguísticas



Como se escreve: quere-la ou querêla?
As grafias quere-la, querê-la e querela são formas parónimas, isto é, formas diferentes com grafia e som semelhantes.

As formas quere-la e querê-la correspondem a formas verbais do verbo querer seguidas do clítico a, na forma -la (o pronome clítico -a assume a forma -la quando a forma verbal que o precede termina em -r, -s ou -z); quere-la pode transcrever-se foneticamente ['k3rilá] e corresponde à segunda pessoa do presente do indicativo (ex.: tu queres a sopa? = quere-la?), enquanto querê-la pode transcrever-se foneticamente [ki'relá] e corresponde ao infinitivo (ex.: para alcançares alguma coisa, tens de querê-la muito).

A grafia querela pode transcrever-se foneticamente [ki'r3lá] e corresponde a um substantivo feminino, cujo significado poderá consultar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.




A palavra perfuctório pode ser flexionada como? Perfunctoriedade, perfunctoricismo ou perfunctorabilidade? Ou seja, existe como flexioná-la?
A forma correcta é perfunctório, como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Esse adjectivo flexiona em género (perfunctório, perfunctória) e número (perfunctórios, perfunctórias). As formas perfunctoriedade, perfunctoricismo e perfunctorabilidade que refere não são flexões de perfunctório, mas sim possíveis derivações nominais. Dessas, nenhuma se encontra registada nos dicionários de língua portuguesa por nós consultados e apenas a primeira, perfunctoriedade, tem ocorrências em motores de pesquisa da Internet. Ainda que essa palavra não se encontre averbada, a sua utilização é possível, uma vez que se apresenta correctamente formada, resultando da aposição do sufixo -edade ao adjectivo perfunctório, a par do que acontece na derivação obrigatório > obrigatoriedade. Este sufixo surge geralmente na formação de substantivos a partir de adjectivos, exprimindo a noção de "qualidade, característica”, pelo que perfunctoriedade pode significar “qualidade do que é perfunctório”.