PT
BR
Pesquisar
Definições



sevilhana

A forma sevilhanapode ser [feminino singular de sevilhanosevilhano] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
sevilhanasevilhana
( se·vi·lha·na

se·vi·lha·na

)


nome feminino

1. Mulher natural ou habitante de Sevilha.

2. Navalha grande, de folha estreita e curva.

3. [Agricultura] [Agricultura] Variedade de azeitona.

4. [Ornitologia] [Ornitologia] Ave galinácea.

5. [Vestuário] [Vestuário] Espécie de pequeno manto senhoril, geralmente de renda ou de seda, para cobrir a cabeça e o busto. = MANTILHA

6. Canto popular tradicional de Sevilha. (Mais usado no plural.)

7. Dança que acompanha esse canto. (Mais usado no plural.)

etimologiaOrigem etimológica:feminino de sevilhano.
sevilhanosevilhano
( se·vi·lha·no

se·vi·lha·no

)


adjectivoadjetivo

1. Relativo ou pertencente a Sevilha, cidade espanhola.


nome masculino

2. Natural ou habitante de Sevilha.

etimologiaOrigem etimológica:Sevilha, topónimo + -ano.

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Queria saber o antónimo de romântico.
À palavra romântico não corresponde directamente outra palavra antónima. Uma pessoa que não é romântica não é necessariamente insensível, fria ou impassível, pelo que será mais aconselhado utilizar a construção não romântico para designar alguém que possui falta de romantismo.



Qual a forma correta: "Ela é mais alta do que ele" ou "Ela é mais alta que ele"?
Ambas as frases estão correctas porque tanto a conjunção que quanto a locução conjuncional do que introduzem o segundo termo de uma comparação, conforme pode verificar clicando na hiperligação para o Dicionário Priberam.

Geralmente, do que pode ser substituído por que: este é ainda pior do que o outro = este é ainda pior que o outro, é preferível dizer a verdade do que contar uma mentira = é preferível dizer a verdade que contar uma mentira.

No entanto, quando o segundo termo da comparação inclui um verbo finito, como em o tecido era mais resistente do que parecia, a substituição da locução do que por que não é possível e gera agramaticalidade: *o tecido era mais resistente que parecia.