PT
BR
Pesquisar
Definições



preciso

A forma precisopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de precisarprecisar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
precisopreciso
( pre·ci·so

pre·ci·so

)


adjectivoadjetivo

1. Que faz falta (ex.: fez uma lista de tudo o que era preciso para a viagem). = INDISPENSÁVEL, NECESSÁRIODESNECESSÁRIO, DISPENSÁVEL

2. Feito ou calculado com rigor absoluto (ex.: cálculos precisos). = CERTO, DEFINIDO, EXACTO, FIXO, RIGOROSOIMPRECISO, INDEFINIDO, INEXACTO

3. Que funciona na perfeição (ex.: relógio preciso). = RIGOROSODEFEITUOSO, IMPRECISO

4. Que não tem excessos; que se reduz ao essencial (ex.: ele tem uma maneira precisa de escrever). = CONCISO, LACÓNICO, SUCINTO

5. Que expressa ideias ou pensamentos de forma clara (ex.: escreveu um artigo preciso). = CATEGÓRICO, CLARO, EXACTO, RIGOROSOAMBÍGUO, DUVIDOSO, EQUÍVOCO

6. Que é executado de maneira a atingir perfeitamente o objectivo (ex.: disparou um tiro preciso). = EXACTO

etimologiaOrigem etimológica:latim praecisus, -a, -um, cortado, separado, truncado, suprimido, abreviado, preciso, conciso.
precisarprecisar
( pre·ci·sar

pre·ci·sar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Ter precisão ou necessidade de.

2. Determinar, indicar, calcular de um modo preciso, com exactidão.

3. Especializar, particularizar.

4. Não poder passar sem, não poder prescindir de.


verbo intransitivo

5. Ter precisão de dinheiro e de tudo quanto é essencial à vida; ser pobre.

6. Carecer.

etimologiaOrigem etimológica:preciso + -ar.
Ver também resposta à dúvida: regência do verbo precisar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "preciso" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



A palavra moral é classificada como masculina ou feminina?
Tal como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a palavra moral é usada como masculina e como feminina, consoante o seu significado.

Enquanto substantivo, designando “estado de espírito, disposição”, a palavra moral é do género masculino: “É preciso levantar o moral dos jogadores!”. Nos restantes sentidos mencionados no Dicionário Priberam – “conjunto de costumes, regras”; “ética”; “lição, ensinamento” – o substantivo moral é do género feminino: “De acordo com a moral e os bons costumes.”; “Escreveu um artigo sobre os princípios da moral kantiana.”; “Qual é a moral da história dos Três Porquinhos?”.

Enquanto adjectivo, a palavra moral (= relativo aos costumes, à ética) é usada quer com nomes (substantivos) masculinos, quer com nomes femininos: “Temos o dever moral de ajudar os outros.”, “Há normas morais que é preciso cumprir.”.




Em palavras como emagrecer e engordar as terminações -er e -ar são sufixos ou desinências verbais de infinitivo? Se são o último caso, essas palavras não podem ser consideradas derivações parassintéticas...ou podem?
As terminações verbais -er e -ar são compostas pela junção de -e- (vogal temática da 2.ª conjugação) ou -a- (vogal temática da 1.ª conjugação), respectivamente, à desinência de infinitivo -r. Destas duas terminações, apenas -ar corresponde a um sufixo, pois no português actual usa-se -ar para formar novos verbos a partir de outras palavras, normalmente de adjectivos ou de substantivos, mas não se usa -er. Apesar de os sufixos de verbalização serem sobretudo da primeira conjugação (ex.: -ear em sortear, -ejar em relampaguejar, -izar em modernizar, -icar em adocicar, -entar em aviventar), há alguns sufixos verbais da segunda conjugação, como -ecer. Este sufixo não entra na formação do verbo emagrecer, mas entra na etimologia de outros verbos formados por sufixação (ex.: escurecer, favorecer, fortalecer, obscurecer, robustecer, vermelhecer) ou por prefixação e sufixação simultâneas (ex.: abastecer, abolorecer, amadurecer, empobrecer, engrandecer, esclarecer).

Dos verbos que menciona, apenas engordar pode ser claramente considerado derivação parassintética, uma vez que resulta de prefixação e sufixação simultâneas: en- + gord(o) + -ar. O verbo emagrecer deriva do latim emacrescere e não da aposição de prefixo e sufixo ao adjectivo magro.