PT
BR
Pesquisar
Definições



indefinível

A forma indefinívelpode ser [derivação masculino e feminino singular de indefinirindefinir] ou [adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
indefinívelindefinível
( in·de·fi·ní·vel

in·de·fi·ní·vel

)


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

Que não pode ser definido.

vistoPlural: indefiníveis.
etimologiaOrigem etimológica:in- + definível.
iconPlural: indefiníveis.
indefinirindefinir
( in·de·fi·nir

in·de·fi·nir

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

Deixar ou ficar indefinido ou vago.

etimologiaOrigem etimológica:in- + definir.

Auxiliares de tradução

Traduzir "indefinível" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Na frase "aja como homem e pense como mulher", devo usar aja ou haja de agir? Qual é o correto?
Na frase que menciona, Aja como homem e pense como mulher, o termo correcto é aja, forma verbal (3ª pessoa do singular do imperativo, podendo também ser 1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil]) de agir. É uma forma homófona, i.e., lê-se da mesma maneira mas escreve-se de modo diferente de haja, forma verbal (1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil] e 3ª pessoa do singular do imperativo) de haver. Para as distinguir, talvez seja útil ter presente que pode substituir a forma aja (do verbo agir) por actue – “Aja/actue como um homem e pense como uma mulher” – e a forma haja (do verbo haver) por exista – “Haja/exista paciência!”.