PT
BR
Pesquisar
Definições



experimentado

A forma experimentadopode ser [masculino singular particípio passado de experimentarexperimentar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
experimentadoexperimentado
|eis| ou |es| |eis| ou |es|
( ex·pe·ri·men·ta·do

ex·pe·ri·men·ta·do

)


adjectivoadjetivo

Versado, prático, entendedor, conhecedor, que foi submetido a prova.

etimologiaOrigem etimológica:particípio de experimentar.
experimentarexperimentar
|eis| ou |es| |eis| ou |es|
( ex·pe·ri·men·tar

ex·pe·ri·men·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Verificar por meio de experiência.

2. Ensaiar, provar, tentar.

3. Ver se se pode conseguir.

4. Sentir, ter.

5. Receber, achar, passar por.


verbo pronominal

6. Adestrar-se, exercitar-se.

7. Ensaiar-se.

8. Provar as próprias forças ou faculdades.

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: EXPERIENCIAR

etimologiaOrigem etimológica:latim experimento, -are.

Auxiliares de tradução

Traduzir "experimentado" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Quando atendemos um telefone é correto falar "pois não"?
A locução adverbial interrogativa pois não usa-se para saber o que alguém pretende ou para mostrar disponibilidade para ouvir uma solicitação, pelo que pode ser utilizada como fórmula de atendimento de uma chamada telefónica.



Qual denominação para a "operação" de passar Francisco a Chico, Helena a Lena, Alice a Lili, etc.
As palavras Chico, Lena ou Lili são hipocorísticos (isto é, nomes próprios usados para designar alguém de maneira informal ou carinhosa) em relação a Francisco, Helena e Alice, respectivamente. Estes três hipocorísticos mostram, contudo, fenómenos diferentes de formação de palavras: em Francisco > Chico há uma redução por aférese acompanhada de alteração expressiva da forma reduzida; em Helena > Lena há uma simples redução por aférese; em Alice > Lili há uma redução com aférese e apócope e com o redobro de uma sílaba. A estes mecanismos pode ainda juntar-se o frequente uso de sufixos aumentativos ou diminutivos (ex. Chicão, Leninha).