PT
BR
Pesquisar
Definições



escutara

Será que queria dizer escutará?

A forma escutarapode ser [primeira pessoa singular do pretérito mais-que-perfeito do indicativo de escutarescutar] ou [terceira pessoa singular do pretérito mais-que-perfeito do indicativo de escutarescutar].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
escutarescutar
( es·cu·tar

es·cu·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e intransitivo

1. Prestar o ouvido a; ouvir com atenção.

2. Tornar-se atento para ouvir. = ATENTAR

3. Ouvir secretamente. = ESPIAR


verbo transitivo

4. [Informal] [Informal] [Medicina] [Medicina] Aplicar o ouvido ou o estetoscópio para inspeccionar o funcionamento dos órgãos pelos ruídos produzidos; proceder à auscultação de. = AUSCULTAR

5. Dar atenção ou crédito a (ex.: sempre escutou os conselhos da avó). = DAR OUVIDOS

6. Deixar-se guiar por algo.

etimologiaOrigem etimológica:latim ausculto, -are.

Auxiliares de tradução

Traduzir "escutara" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Queria saber o antónimo de romântico.
À palavra romântico não corresponde directamente outra palavra antónima. Uma pessoa que não é romântica não é necessariamente insensível, fria ou impassível, pelo que será mais aconselhado utilizar a construção não romântico para designar alguém que possui falta de romantismo.



Como se classifica gramaticalmente a forma levemo-lo?
Gramaticalmente, levemo-lo corresponde a uma forma do verbo levar na primeira pessoa do plural do imperativo (ex.: amigos, levemos isto daqui já), seguido do pronome átono o, que assume a forma -lo por estar a seguir a uma forma verbal terminada num -s (que desaparece: levemos + o = levemo-lo).

A forma levemos, isoladamente, poderá corresponder também ao presente do conjuntivo (ex.: é preciso que levemos isto daqui), mas, como tem o pronome átono em posição enclítica (depois do verbo), não corresponde a esse tempo, pois o presente do conjuntivo é normalmente antecedido da conjunção que, com propriedades de atracção do pronome átono (ex.: é preciso que o levemos daqui), não sendo considerada gramatical uma construção proclítica nesse caso (ex.: *é preciso que levemo-lo daqui).