PT
BR
Pesquisar
Definições



cruzeirista

A forma cruzeiristapode ser[adjectivo de dois géneros e nome de dois génerosadjetivo de dois géneros e nome de dois géneros] ou [nome de dois géneros].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
cruzeirista1cruzeirista1
( cru·zei·ris·ta

cru·zei·ris·ta

)


nome de dois géneros

Pessoa que faz uma viagem turística em navio de passageiros, com escalas em vários portos.

etimologiaOrigem etimológica:cruzeiro + -ista.
cruzeirista2cruzeirista2
( cru·zei·ris·ta

cru·zei·ris·ta

)


adjectivo de dois géneros e nome de dois génerosadjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

[Brasil] [Brasil] [Desporto] [Esporte] Relativo ao Cruzeiro Esporte Clube ou o que é seu jogador ou adepto. = CRUZEIRENSE, RAPOSA

etimologiaOrigem etimológica:Cruzeiro [Esporte Clube], sociónimo + -ista.

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual a forma correcta: 1) deve realçar-se que o tema... ou 2) deve-se realçar que o tema...
Para resposta à dúvida colocada, por favor consulte outra dúvida respondida sobre o mesmo assunto em posição dos clíticos em locuções verbais. Nos exemplos referidos, o verbo dever forma com o verbo realçar uma locução verbal e tem um comportamento que se aproxima do de um verbo auxiliar. Por este motivo, o clítico se poderá ser colocado depois do verbo principal (ex.: deve realçar-se), do qual depende semanticamente, ou a seguir ao verbo auxiliar (ex.: deve-se realçar). É de realçar que a posição mais consensual (e aconselhada por vários gramáticos) é a primeira, isto é, depois do verbo principal.



Qual a forma verbal correcta nestas duas frases: "Trata-se ou Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem"?
A frase correcta é Trata-se de pessoas que não sabem o que fazem.

Neste exemplo, o verbo tratar tem um sentido próximo de “ser”, sendo indissociável do clítico se e da preposição de. A construção tratar-se de funciona como um verbo impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular, dado que é usada em frases sem sujeito. A frase *Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem é agramatical (como indica o asterisco) porque o sintagma pessoas que não sabem o que fazem, com o qual o verbo concorda, é erradamente considerado o sujeito da frase.

A construção acima descrita não deve ser confundida com o predicado verbal da frase Eles tratam-se da doença numa clínica suíça. Neste caso, o verbo tratar é usado na acepção de “curar” e concorda com o sujeito da frase (Eles).