PT
BR
Pesquisar
Definições



como

A forma comopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de comercomer], [advérbio], [conjunção], [nome masculino] ou [preposição].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
comocomo
|ô| ou |u| |ô| ou |u|
( co·mo

co·mo

)


conjunção

1. Introduz uma comparação, indicando que algo é feito ou acontece do mesmo modo que outra coisa (ex.: faço isto como a minha mãe me ensinou; ele comportou-se como o companheiro do lado). = CONFORME, SEGUNDO

2. Usa-se para introduzir o segundo termo numa comparação de igualdade, geralmente antecedido de tão (ex.: ela é tão alta como o pai; já faço isto tão bem como tu; ele é surdo como uma porta).

3. Usa-se numa comparação, antecedido de tão, para indicar igualdade ou equivalência (ex.: acho que foi tão rápido como eficaz na solução). = QUANTO, QUÃO

4. Indica a perspectiva ou o estatuto de alguém em relação a algo (ex.: como cidadão, esta situação indigna-me). = ENQUANTO, NA QUALIDADE DE

5. Introduz uma expressão de causa (ex.: como a loja já está fechada, voltamos amanhã). = DADO QUE, JÁ QUE, PORQUE, UMA VEZ QUE, VISTO QUE

6. Introduz uma expressão de tempo ou de proporção (ex.: como foram chegando, foram entrando). = CONFORME, LOGO QUE, QUANDO

7. Introduz uma expressão de modo (ex.: pedi que me explicasse como fazer o trabalho).

8. Usa-se para indicar grau ou intensidade numa frase integrante (ex.: contou como foi caloroso o acolhimento; confessou como está orgulhoso da filha; não sabes como gosto de ti; veja como eu tinha razão).


advérbio

9. Usa-se em frases interrogativas directas ou indirectas, para saber o modo como algo se faz ou acontece (ex.: como é que faz este bolo?; o polícia perguntou como acontecera o acidente).

10. Indica grau ou intensidade, geralmente em frases exclamativas (ex.: como está escuro!; como é bonita esta lua; como ele cresceu!).

11. Usa-se para indicar o modo, introduzindo frases adverbiais relativas com antecedente (ex.: o modo como ele fala é humilhante; gostei da maneira como a casa está decorada).

12. Usa-se para apresentar um ou mais exemplos (ex.: tem muitas conquistas no palmarés, como medalhas nacionais e internacionais).


preposição

13. Usa-se para introduzir um predicativo do sujeito ou do complemento directo (ex.: era culpado, mas ficou como inocente; consideram-no como revolucionário).


nome masculino

14. O modo de fazer ou de acontecer (ex.: queria perceber o como daquele golpe de magia).


a como

Usa-se para perguntar o preço de algo (ex.: a como está o quilo de laranja? a como é que ele está a vender?).

vistoPlural: comos |ô ou u|.
etimologiaOrigem etimológica:latim quomodo.
iconPlural: comos |ô ou u|.
Ver também resposta à dúvida: pronúncia de como.
comercomer
|ê| |ê|
( co·mer

co·mer

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Mastigar e engolir.

2. Dissipar.

3. Lograr.

4. Defraudar, enganar.

5. Gastar.


verbo transitivo e pronominal

6. [Informal] [Informal] Ter relações sexuais com. = PAPAR


verbo intransitivo

7. Tomar alimento.

8. Ter comichão.

9. Causar comichão.

10. Tirar proveito.

11. Roubar.


verbo pronominal

12. Amofinar-se, consumir-se.


nome masculino

13. Acto ou efeito de ingerir alimentos (ex.: a dentição pode perturbar o comer).

14. Aquilo que se come ou que pode ser comido (ex.: o comer está na mesa). = ALIMENTO, COMIDA

15. Refeição (ex.: a que horas é o comer?).


comer e calar

[Informal] [Informal] Aceitar, sem lamentos ou protestos (ex.: não é mulher para comer e calar). = RESIGNAR-SE

etimologiaOrigem etimológica:latim comedo, -ere.
Ver também resposta à dúvida: verbo comer usado como substantivo.

Auxiliares de tradução

Traduzir "como" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual a forma correcta: 1) deve realçar-se que o tema... ou 2) deve-se realçar que o tema...
Para resposta à dúvida colocada, por favor consulte outra dúvida respondida sobre o mesmo assunto em posição dos clíticos em locuções verbais. Nos exemplos referidos, o verbo dever forma com o verbo realçar uma locução verbal e tem um comportamento que se aproxima do de um verbo auxiliar. Por este motivo, o clítico se poderá ser colocado depois do verbo principal (ex.: deve realçar-se), do qual depende semanticamente, ou a seguir ao verbo auxiliar (ex.: deve-se realçar). É de realçar que a posição mais consensual (e aconselhada por vários gramáticos) é a primeira, isto é, depois do verbo principal.



Em palavras como emagrecer e engordar as terminações -er e -ar são sufixos ou desinências verbais de infinitivo? Se são o último caso, essas palavras não podem ser consideradas derivações parassintéticas...ou podem?
As terminações verbais -er e -ar são compostas pela junção de -e- (vogal temática da 2.ª conjugação) ou -a- (vogal temática da 1.ª conjugação), respectivamente, à desinência de infinitivo -r. Destas duas terminações, apenas -ar corresponde a um sufixo, pois no português actual usa-se -ar para formar novos verbos a partir de outras palavras, normalmente de adjectivos ou de substantivos, mas não se usa -er. Apesar de os sufixos de verbalização serem sobretudo da primeira conjugação (ex.: -ear em sortear, -ejar em relampaguejar, -izar em modernizar, -icar em adocicar, -entar em aviventar), há alguns sufixos verbais da segunda conjugação, como -ecer. Este sufixo não entra na formação do verbo emagrecer, mas entra na etimologia de outros verbos formados por sufixação (ex.: escurecer, favorecer, fortalecer, obscurecer, robustecer, vermelhecer) ou por prefixação e sufixação simultâneas (ex.: abastecer, abolorecer, amadurecer, empobrecer, engrandecer, esclarecer).

Dos verbos que menciona, apenas engordar pode ser claramente considerado derivação parassintética, uma vez que resulta de prefixação e sufixação simultâneas: en- + gord(o) + -ar. O verbo emagrecer deriva do latim emacrescere e não da aposição de prefixo e sufixo ao adjectivo magro.