PT
BR
Pesquisar
Definições



cheque

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
chequecheque
( che·que

che·que

)


nome masculino

1. Documento que representa uma ordem de pagamento à vista sobre casa onde se tem valores.

2. Documento que representa determinado valor monetário.

3. Documento que confere vantagem ou desconto a quem o possui ou apresenta.


cheque avulso

Cheque vendido pelo banco à unidade para uso do cliente que não dispõe de caderneta de cheques.

cheque careca

Cheque sem fundos para poder ser pago.

cheque cruzado

Cheque marcado com dois traços diagonais paralelos, e que tem de ser depositado.

cheque em branco

[Informal] [Informal] Confiança em outrem para poder fazer o que quiser.

cheque visado

Cheque que tem uma garantia de pagamento comprovada pelo banco.

etimologiaOrigem etimológica:inglês cheque.
Confrontar: xeque.

Auxiliares de tradução

Traduzir "cheque" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Como se escreve: quere-la ou querêla?
As grafias quere-la, querê-la e querela são formas parónimas, isto é, formas diferentes com grafia e som semelhantes.

As formas quere-la e querê-la correspondem a formas verbais do verbo querer seguidas do clítico a, na forma -la (o pronome clítico -a assume a forma -la quando a forma verbal que o precede termina em -r, -s ou -z); quere-la pode transcrever-se foneticamente ['k3rilá] e corresponde à segunda pessoa do presente do indicativo (ex.: tu queres a sopa? = quere-la?), enquanto querê-la pode transcrever-se foneticamente [ki'relá] e corresponde ao infinitivo (ex.: para alcançares alguma coisa, tens de querê-la muito).

A grafia querela pode transcrever-se foneticamente [ki'r3lá] e corresponde a um substantivo feminino, cujo significado poderá consultar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.




Em uma determinada frase foi usado: "Em acontecendo que o caso seja revisto..... "
Esta construção da frase acima está correta?
No português contemporâneo, a construção com o gerúndio antecedido da preposição em é possível, apesar de relativamente rara.

Esta construção é enfática, não acrescenta nenhuma informação ao uso do gerúndio simples. É possível encontrá-la com uma função adverbial, geralmente para indicar simultaneidade ou anterioridade imediata (ex.: em chegando o tempo quente, vamos à praia), ou ainda para indicar um valor condicional (ex.: em querendo [= se ele quiser], ele consegue; em sendo necessário [= se for necessário], eu venho cá ajudar).