PT
BR
Pesquisar
Definições



lógica

A forma lógicapode ser [feminino singular de lógicológico] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
lógicalógica
( ló·gi·ca

ló·gi·ca

)


nome feminino

1. [Filosofia] [Filosofia] Ramo da filosofia que estuda o raciocínio e as operações para determinar o que é verdadeiro.

2. Livro ou tratado desse ramo da filosofia.

3. Maneira de raciocinar ou de argumentar.

4. [Figurado] [Figurado] Conformidade ou encadeamento entre factos ou ideias (ex.: o que ele disse não tem lógica). = COERÊNCIA, NEXO


lógica da batata

Maneira muito básica ou óbvia de raciocinar ou de apresentar um raciocínio.

etimologiaOrigem etimológica:latim logica, -ae ou logice, -es, do grego logikê [tekhnê], arte de raciocinar, do grego logikós, -ê, -ón, relativo à palavra, ao discurso, hábil a falar, relativo ao raciocínio.
lógicológico
( ló·gi·co

ló·gi·co

)


adjectivoadjetivo

1. Conforme as regras da lógica.

2. Coerente.

3. Diz-se da análise que estuda as proposições e seus membros componentes.


nome masculino

4. Aquele que é versado em lógica.

5. [Popular] [Popular] Indivíduo manhoso, finório.

etimologiaOrigem etimológica:grego logikós, -ê, -ón, relativo à palavra, ao discurso, hábil a falar, relativo ao raciocínio.

Auxiliares de tradução

Traduzir "lógica" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber o porque se usa tanto apartir de ou concerteza sendo que o correto é a partir de e com certeza ?
Este fenómeno acontece frequentemente com locuções muito usuais em que os utilizadores da língua têm dificuldades em identificar as fronteiras das palavras, o que tem como consequência erros ortográficos como apartir de (em vez de a partir de), concerteza (em vez de com certeza) ou derrepente (em vez de de repente).



Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?
A palavra filhós, por analogia com palavras terminadas pelo mesmo som (ex.: retrós, voz), forma o plural filhoses (ex.: escolheu a filhós mais pequena; as filhoses ainda estão quentes). Trata-se de uma variante da palavra filhó que, por sua vez, forma o plural filhós (ex.: a filhó é um doce típico do Natal; comeu duas filhós). Ao processo de uma forma plural passar a ser empregue para designar também o singular, Evanildo Bechara dá o nome de "plural cumulativo" (ver Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 128-129). O mesmo fenómeno acontece com os substantivos ilhó e ilhós, eiró e eirós, lilá e lilás, por exemplo.

Apesar de alguns autores condenarem o uso da forma filhós para designar o singular, a mesma e o respectivo plural filhoses surgem atestados nas principais obras lexicográficas de língua portuguesa, como o Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa / Editorial Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001 / Lisboa: Círculo de Leitores, 2002).