PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

vago

derramado | adj.

Espalhado; difuso; erradio; vago; dilatado....


Que voga ou vagueia sobre as ondas; que anda sobre o mar (ex.: delfim fluctívago)....


indistinto | adj.

Vago; mal distinto; confuso....


obscuro | adj.

Vago, indistinto....


undívago | adj.

Que voga ou vagueia sobre as ondas (ex.: undívagas caravelas)....


flucti- | elem. de comp.

Exprime a noção de onda ou mar (ex.: fluctissonante)....


elusivo | adj.

Que se esgueira ou se esquiva facilmente....


entrevisto | adj.

Que se pressente ou se percebe de modo vago....


Relativo ao nervo vago e ao sistema nervoso simpático....


Que ocorre antes de um trauma ou choque (ex.: a vítima tem vagas memórias do período pré-traumático)....


vago | adj.

Não ocupado (ex.: lugares vagos)....



Dúvidas linguísticas



Qual a frase correcta: Para puderem educar os seus descendentes, os pais deviam conduzir-se bem? ou Para poderem educar os seus descendentes, os pais deviam conduzir-se bem?
As formas poderem e puderem são duas formas verbais parónimas com alternância vocálica que correspondem a dois tempos verbais diferentes. Poderem (lê-se /pudêrem/) é a forma da terceira pessoa do plural do infinitivo pessoal do verbo poder; este tempo verbal utiliza-se para exprimir uma acção ou processo, mas sem expressar o tempo ou o momento específico (ex.: O facto de poderem optar dá-lhes grande liberdade. Enviou uma fotografia para os avós poderem ver a neta). Puderem (lê-se /pudérem/) é a forma da terceira pessoa do plural do futuro do conjuntivo do verbo poder; este tempo verbal utiliza-se para apresentar uma acção futura como possível ou hipotética, geralmente em orações subordinadas (ex.: Eles irão ao cinema se puderem). Tendo em conta o exposto, a frase correcta é Para poderem educar os seus descendentes, os pais deviam conduzir-se bem.
O corrector sintáctico do FLiP alerta, entre outras coisas, para estas relações de paronímia.




As palavras segmentos e seguimentos têm o mesmo significado? Ambas podem ser empregadas na seguinte frase: ... em cooperação com outros seguimentos [ou segmentos?], tais como órgãos públicos, universidades?
As palavras segmentos e seguimentos (que se pronunciam de modo semelhante no português do Brasil, mas não no de Portugal) não são sinónimas, ou seja, não têm o mesmo significado, como pode verificar seguindo as respectivas hiperligações para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Como tal, na frase que refere, a palavra que deve ser usada é segmentos, designando “sectores” (...em cooperação com outros segmentos, tais como órgãos públicos, universidades).

Ver todas