PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

torcidas

atrópico | adj.

Que é direito; que não se dobra ou torce....


coclear | adj. 2 g.

Torcido em espiral....


Que tem a forma de caracol; torcido em espiral....


empenado | adj.

Deformado ou torcido....


engajatado | adj.

Voltado ou torcido como um gajato....


Amarrotado; torcido como rodilha; enredado; embaraçado....


recurvo | adj.

Recurvado; torcido....


sesgo | adj.

Oblíquo; diagonal; transversal; torcido; serpeante....


átropo | adj.

Que é direito; que não se dobra ou torce....


ortótropo | adj.

Que é direito; que não se dobra ou torce....


estrepto- | elem. de comp.

Exprime a noção de curvo (ex.: estreptococo)....


fuseira | n. f.

Fuso grande de torcer....


mecha | n. f.

Cordão, fio ou feixe de fios envolvido em cera ou combustível, próprio para manter o lume quando aceso....


palilho | n. m.

Rolo de madeira em que os tintureiros torcem e espremem as meadas....


sipilho | n. m.

Chicote que não se aproveita por mal torcido ou irregular....



Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Sobre a conjugação do verbo ‘trazer’, no futuro do indicativo, tenho a seguinte dúvida:
(1) Trar-se-ão a Portugal.
ou
(2) Trazer-se-ão a Portugal.
Será que a primeira hipótese está correcta? Não consigo encontrar qualquer tipo de referência, no entanto surge-me intuitivamente.
O verbo trazer é irregular, nomeadamente, para o caso que nos interessa, nas formas do futuro do indicativo: trará, trarás, traremos, trareis, trarão (se se tratasse de um verbo regular, as formas seriam *trazerei, ..., *trazerão [o asterisco indica forma incorrecta]).

Quando é necessário utilizar um pronome pessoal átono (ex.: me, o, se) nas formas do futuro do indicativo (ex.: telefonará) ou do condicional (ex.: encontraria), este pronome é inserido entre o radical e a desinência do verbo (ex.: telefonará + me = telefonar-me-á; encontraria + o = encontrá-lo-ia).

Como se trata da flexão irregular trarão, a forma correcta com o pronome deverá ser trar-se-ão e não *trazer-se-ão, que é uma forma incorrecta.


Ver todas